quinta-feira, 30 de julho de 2015

Resultado do sorteio de aniversário



Hoje o blog faz um aninho de vida! Posso ser sentimental e fazer um pequeno discurso? Claro que posso, né? ><

Em 2014, criei um blog para falar sobre anime. Gosto desse assunto por mais tempo do que consigo me lembrar, e achei que seria divertido dividir essa paixão com outras pessoas.

Antes desse blog, tive muitos outros e sempre desistia rapidamente. Talvez fosse falta de persistência ou talvez apenas não fosse a hora certa. Seja como for, estou levando o blog atual muito a sério, e estou muito satisfeita com isso.

Fico feliz de poder dividir minha opinião sobre animes, mangás e doramas, adicionando um pouco da cultura oriental e algumas fanfics a tudo isso. Gosto do feedback de vocês, e gosto do que o blog se tornou.

Quem gosta de anime sabe que muitas vezes as pessoas se referem a nós como pessoas doidinhas, estranhas ou esquisitas, e nos olham como se fôssemos um animal exótico em exposição. Algumas pessoas chegam a fazer comentários maldosos, falando sobre o quanto temos “mau gosto” entre outras coisas estúpidas. Houve momentos da minha vida em que isso me magoou. Mas ir a convenções de anime e conversar com pessoas que gostavam disso também, me fez entender e ter um grande orgulho de ser otaku.

Sim, tenho vários amigos que não curtem anime. Mas sim, também tenho outros tantos que gostam. E esse blog é mais um resultado do amadurecimento nesse sentimento otaku.

Agora chega de falar demais, e vamos ao ganhador do sorteio, ressaltando que os nomes foram escritos na ordem de inscrição:

Parabéns, Olivier! Mandarei um E-mail para pegar seus dados certinhos para enviar o presente!

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Haikyyu: frases


 “Alguém que não pode ver o oponente em sua frente, não pode derrotar o oponente que está além disso.”


“Jamais venceremos se não acreditarmos.”


“Mesmo sem confiança de vencer, mesmo que os outros digam que não temos chance, nós jamais podemos dizer isso a nós mesmos.”


“Não vaidade, mas confiança.”



terça-feira, 28 de julho de 2015

Steins Gate - Resenha


Título: Steins Gate
Autor: Sarachi Yomi
Gênero: thriller, ficção científica
Anime: 24 episódios

Okabe Ritarou (Okarin) é um jovem que se autodenomina como cientista maluco e que junto com seus amigos Hashida Itaru (Daru) e Mayuri Shiina cria, acidentalmente, uma possível máquina do tempo. A história tem início quando Okarin encontra a cientista Makise Kurisu morta em uma sala e, ao enviar uma mensagem para Daru para contar sobre o que viu, o tempo sofre uma distorção. Após isso, Okabe descobre que Kurisu não morreu e que ele é o único que se lembra das coisas que aconteceram antes dele ter enviado a mensagem. Depois de ouvir a narrativa nada convincente de Ritarou, Kurisu se junta à equipe dele para estudar e descobrir o que há por trás da suposta viagem no tempo.



A princípio, Steins Gate parece apenas mais uma história de ficção científica com uma máquina do tempo falha. Okabe parece um personagem confuso demais, sempre oscilando entre uma personalidade séria e uma totalmente louca, sem qualquer padrão para as variações comportamentais. Mayuri é a típica personagem boa, inocente e bobinha, e, em muitos momentos, parece ser secundária ou até mesmo desnecessária para a construção do enredo. Kurisu é uma cientista séria, que parece deslocada da equipe de Okabe e ter aparecido morta logo no primeiro episódio se tornou um grande ponto de interrogação no decorrer do anime.

Claro, existem outros personagens que a princípio aparentam algo que vai se desconstruindo com o passar dos episódios, mas esses três que citei são as peças-chave para o desenvolvimento da história. É interessante o quanto personagens que pareciam desnecessários ou inconsistentes começam a ter grande importância no anime. Algumas atitudes despreocupadas passam a ser dotadas de significado, com o tempo.

A história chega a um ponto que explode a cabeça de quem está assistindo e depois disso, você passa a assistir compulsivamente, tentando encaixar os acontecimentos em qualquer lugar em que façam sentido.

A única coisa que me irritou em Steins Gate é o que faz muitas pessoas desistirem desse anime no começo: a enrolação inicial. Talvez essa calmaria tenha sido criada propositalmente para que quem estivesse assistindo levasse um choque maior no clímax da história.


Se fosse para descrever em uma palavra, seria “surpreendente”. Sabe aquelas histórias em que você já sabe quem vai ficar com quem, quem morre, quem vence, etc? Steins Gate não é uma dessas histórias. A única certeza que se tem nesse anime é a de que o Metal Upa é caro. 

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Semana 27 + 28



Olá! Sentiram minha falta? Como pode perceber olhando em volta, eu estive – e ainda estou – bastante ocupada. Mas cada minuto de dedicação está valendo a pena, porque o resultado está me deixando bastante feliz *__*

Porém, o mundo não para, então resolvi colocar a Tag semanal em dia, fazendo um combo com o tema da semana passada e o dessa semana.

Semana 27 – Coisas legais para se fazer nas férias

♥ Assistir anime

Não sei vocês, mas o que eu menos tenho é tempo. E as férias são um grande alívio para meu coração otaku, pois finalmente posso assistir alguma coisa decentemente. Assistir, ler, arrumar o blog… sobra um tempinho para tudo.

♥ Aprender algo novo

Eu planejei aprender costurar nessas férias. Mas a verdade é que estou entrando na última semana, e nem olhei para a máquina de costura. Por outro lado, aprendi a fazer cachecóis no tear de pregos :)
Se quiser se divertir durante as férias, minha dica é: aprenda a fazer alguma coisa. Lembrando que quem tem habilidade com trabalhos manuais pode usar as férias para aperfeiçoar isso e, quem sabe, se tornar um cosmaker.

♥ Enrolar <3 <3 <3

Ok, é legal planejar um monte de coisas, e achar que vai fazer e acontecer nessas férias. Mas é bom também dar um tempo, dormir quando tiver vontade, ficar assistindo coisas aleatórias, jogando seus jogos favoritos e bom, cabular 90% daquela lista legal que fazemos de planos para as férias.

Semana 28 – Minhas maiores “neuras” e manias são

♥ Organização

Com algumas coisas, sou muito chata. Eu vivo organizando coisas e fazendo listas de coisas a fazer, e anotando tudo que acho importante… Enfim. Mas por incrível que pareça, consigo ser bem desleixada com algumas coisas. Ao mesmo tempo em que organizo as minhas roupas de cabide por ordem de cor (ou de tamanho, dependendo o espírito no dia), consigo deixar minha roupa passada a semana inteira em cima da cadeira, sem guardar. Vai entender.

♥ Se envolver nos problemas alheios

Para mim, essa é a minha pior mania. Como se quisesse abraçar o mundo, eu sofro por problemas que não me pertencem, fico tentando excessivamente ajudar as pessoas, mesmo quando elas não merecem. Tomo os problemas dos outros para mim, e acho que tenho que fazer algo sobre.

♥ Números padrões

Essa não sei explicar muito bem, mas quando tenho que enumerar características, ou fazer listas, ou qualquer coisa que envolva números (números que eu tenho que estabelecer), sempre quero fazer as coisas em 3, 5, ou 10. Um número 9 ou 6 me deixam muito incomodada, então eu fico tentando encontrar coisas para tirar ou por, para que o número seja 3, 5 ou 10.  

É isso! :D

Agora, quero convidar quem ainda não está participando do sorteio de aniversário do blog, para se inscrever nesse link. O sorteio acontecerá no dia 30/07/2015, e o resultado será divulgado nesse mesmo dia. Entrarei em contato através dos dados deixados na inscrição para enviar o prêmio.
E por fim, quer convidar vocês para curtirem a nova fanpage do blog!

~tu turú~




terça-feira, 21 de julho de 2015

Um novo blog para você



Olá! Estou digitando diretamente no blogger, então estou até com medo da formatação final e dos erros de português, mas vamos lá. PC com problemas de novo, gente.

Como a imagem acima sugere, estamos em reforma. Você já deve ter notado que o link do blog mudou (agora é www.efestadopijama.blogspot.com). O título do blog também mudou, embora a imagem de capa continue a mesma, o que dá a impressão que o nome ainda é Sendo uma otaku. Fiz e ainda estou fazendo uma pesquisa sobre o que mais gosto de ver em blogs para trazer isso para vocês aqui. Aos pouquinhos vou adicionar algumas páginas, e outros detalhes para deixar o blog da forma que tenho planejado. Vai levar tempo, mas quero que tudo fique perfeito.

Por que "Festa do pijama"?

Porque o título "Sendo uma otaku" começou a me incomodar, por assim dizer. A verdade é que eu acho o nome antigo muito sem criatividade hahaha e fui eu quem escolheu, enfim. Então, comecei a pensar em outros nomes que funcionassem. Queria algo geral, mas criativo, e que passasse o espírito de "estamos aqui para falar sobre coisas que amamos". Festa do pijama foi apenas um nome em uma lista imensa, mas que me deu um clique. Tipo, Festa do pijama é um lugar em que você veste a roupa mais confortável possível (pijama), se reúne com amigos íntimos, dos quais você gosta (duvido que você fique por aí, usando pijama em festas perto de qualquer um u.u) e faz coisas divertidas. Quero que o blog também seja assim: um lugar para se sentir confortável e falar sobre coisas que gostamos muito. 

Sim, sei que terei que fazer button novo, divulgar o blog do zero, quase como se fosse um blog novo e mudar muuuuitas coisas, mas sinto que isso trará bons resultados. 

Ah, sim, a pequena demora nas postagens é por causa do meu PC que está com problemas. Até com a TAG semanal estou atrasada. Espero que tenham paciência e aguardem, porque muitas coisas boas virão daqui para frente. 

quarta-feira, 15 de julho de 2015

O que é importante em um cosplay?



Se você se interessa por cosplay, provavelmente já tem uma definição clara do que realmente considera importante nele. Mas se você está começando a se interessar agora, talvez ainda não saiba. Poderíamos ser legais e dizer que o mais importante é se divertir, mesmo que não fique tão legal… só que não é bem assim que funciona. Cosplay é uma arte.

Qualquer um pode fazer? Sim. Pode fazer de qualquer jeito? Não!

A palavra cosplay já diz tudo por si só: vestir um personagem. Não é “lembrar um personagem” ou “ficar levemente parecido com um personagem”. Partindo desse princípio, podemos pontuar que fidelidade é a característica mais importante em um bom cosplay. 

Isso não é tão proibitivo quanto parece à primeira vista. Uma garota pode facilmente fazer um crossplay, ou versão, e um garoto também (embora seja mais comum meninas fazerem). Porém, temos que levar em conta que existe um limite para isso. Por exemplo, eu sou uma pessoa baixa, e quero fazer cosplay da Koizume Risa. Entretanto, a característica marcante de Koizume é a altura. Isso não me impede de fazer o cosplay, mas vai afetar bastante a fidelidade, e posso facilmente ser confundida com alguma outra personagem parecida, mas menor. E se tem algo que deixa um cosplayer p* da vida é quando confundem o personagem que ele está vestindo com algum outro. 

Então, a minha primeira dica para quem quer fazer cosplay é que tenha em mente a pequena frase “fiel ao personagem”. E a segunda dica é: erre. Ok, isso pode parecer uma contradição com tudo que falei, mas somente a experiência traz melhorias. Você tem que arriscar, ver o que dá certo ou não e criar seu próprio estilo. 

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Semana 26 – Se eu pudesse trocar de profissão, eu seria





Faz um tempinho desde a última postagem, não é? Após o feriado de 9 de julho (revolução constitucionalista), que emendou com a sexta-feira, o que se tornou um feriadão, voltei para vocês. >w< Já ouviu sobre programar postagem, hein, Thawana, hein, hein??? Eu deveria ter postado esse desafio na semana passada, mas estou postando hoje pelo motivo citado acima.

♥ Artesã

Eu gosto bastante de artesanatos, fazer coisas eu mesma. Se fosse para trocar de profissão, eu queria fazer cachecóis, bordados, enfeites para casa, e venderia tudo, e ficaria super rica $--$ #sqn

♥ Dançarina

Gosto de dançar, e se não tivesse mais nada para fazer na vida, treinaria até ser muito boa nisso, boa o suficiente para viver da dança.

♥ Professora

Estou cursando Letras, mas a minha profissão atual é escriturária. Quando comecei a fazer Letras e até pouco tempo atrás, eu não queria dar aula. Queria trabalhar com revisão. Mas com o passar do tempo, percebi que eu realmente quero dar aulas. Sempre achei que lecionar fosse assustador, e não porque tenho que falar na frente de um monte de gente. Com isso nunca tive problemas. O problema é a sociedade atual, a falta de respeito, interesse, valores pessoais, alunos malucos que agridem professores… espero que eu não entre para essa estatística e seja uma daquelas professoras legais. 

♥ Escritora

Tcharã! Aí está o meu sonho secreto: eu quero ser escritora. Tenho uma super ideia que estou amadurecendo há anos para escrever um livro. Inclusive, esqueci de dizer, mas uma das coisas que fiz nesse feriado prolongando foi escrever um conto para um concurso e estudar inglês. 

É isso, gente. E vocês, qual seriam as suas profissões alternativas?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 renata massa