sábado, 28 de fevereiro de 2015

Semana 8 – Os melhores filmes infantis que assisti foram

Saindo em dia aqui o desafio semanal, e hoje estou no pique para responder! Então, vamos começar:

♥ Mulan

Toda garota que assiste Mulan se apaixona pela história. É a minha favorita da Disney, porque a Mulan foi uma grande guerreira que entrou em um mundo em que só homem dá palpite e mostrou a força da mulher. Enquanto muitas histórias colocam a mulher como a donzela que está ali apenas para mostrar o quanto o príncipe encantado é foda (???), a Mulan mostra do que as mulheres realmente são feitas!

♥ Anastácia

Eu provavelmente gosto desse filme por causa da trilha sonora. A verdade é que sempre que passa na TV, eu reassisto e a preguiça de ficar alugando sempre, onde fica?. Se não assistiram, assistam e me digam o que acharam.

♥ Lilo & Stitch

Foi um dos primeiros filmes que eu vi no cinema, e me apaixonei pela amizade verdadeira entre a Lilo e o Stitch. As aventuras que esses dois vivem juntos e o quanto o Stitch é um bichinho do mal me fizeram rir e chorar em várias cenas.

♥ Monstros SA

Nem me lembro quantos anos eu tinha quando esse filme foi lançado, mas definitivamente o novo paradigma de “monstro do armário” me surpreendeu. É um filme engraçado, criativo e que eu também reassisto sempre que posso.

♥ Como treinar o seu dragão

Mais uma vez, o que conquistou aqui foi a amizade. Eu obriguei várias amigas minhas a assistirem esse filme comigo, porque me emocionei bastante e achei muito verdadeiro.


Eu assisto muitos filmes infantis, e eu gosto de vários. Mas os mais legais para mim são esses. Beijos!

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

A voz por traz dos animes no Japão

Essa postagem NÃO foi escrita por mim, foi retirada do Japão em foco. Achei interessante e resolvi dividir com vocês. Editei algumas informações, mas mantive a ideia principal.

*_*

A profissão de dublador é chamada de Seiyuu e é vista como uma grande arte no Japão. Como sabemos, a indústria do anime é muito forte e popular no país e dessa forma, a atuação dos dubladores é fundamental para dar vida aos personagens.

Uma coisa muito comum no mundo dos animes japoneses são personagens masculinos sendo interpretados por dubladoras. Isso acontece porque as mulheres têm mais facilidade de interpretar crianças, adolescentes ou animais fofinhos pois conseguem dar o tom perfeito para esse tipo de voz.
Confira 10 vozes por trás de alguns personagens famosos de anime. Todos esses personagens são masculinos e são interpretados por vozes femininas.
♥ Uzumaki Naruto – Junko Takeuchi



Junko Takeuchi é a voz por trás de Uzumaki Naruto (Naruto Shippuden). Além deste protagonista, Junko também dubla outros personagens jovens e masculinos como Takuya Kanbara (Digimon Frontier), Gon Freecss (Hunter x Hunter), Metabee (Medabots) e Satoru Endo (Inazuma Eleven).

♥ Goku – Masako Nozawa



Masako Nozawa é uma jovem senhora de 78 anos, dubladora do personagem Son Goku (Dragon Ball Z), tanto na fase criança como adulta. Ela também interpreta as vozes de Gohan e Goten. Outros personagens que ela deu voz são: Tetsuro Hoshino (Galaxy Express 999) e Kitaro (Gegege no Kitaro).

♥ Monkey D.Luffy – Tanaka Mayumi



Tanaka Mayumi é a voz por trás do Luffy (One Piece) e outros personagens tais como Ryuunosuke Fujinami (Urusei Yatsura), Koenma (Yu Yu Hakusho), Pazu (O Castelo no Céu), Krillin, Yajirobe e Baba Uranai (Dragon Ball), Kanna Kirishima (Sakura Wars) e MegaMan Volnutt (Mega Man Legends).

♥ Himura Kenshin – Suzukaze Mayo



Suzukaze Mayo tem 54 anos e é de Ishinomaki, Miyagi. Ela trabalha como atriz em filmes e em séries na TV Japonesa e também é conhecida por emprestar a sua voz ao personagem Himura Kenshin (Rurouni Kenshin).

♥ Pikachu – Otani Ikue



Otani Ikue tem 49 anos e é considerada uma das dubladora mais talentosas da sua geração. Ela interpreta muitos personagens, mas ficou conhecida no mundo todo por interpretar a voz do Pikachu (Pokemon).

♥ Killua Zoldyck – Ise Mariya



Ise Mariya é uma jovem dubladora de 26 anos. Ela dubla vários personagens tais como Killua Zoldyck (Hunter x Hunter), Sawa Nakamuri (Aku no Hana), Sen Yarizui (Ben-To), Harima Miki (Durarara!!), Urino Hiromi (Copihan), Levy McGarden (Fairy Tail), Naomi (Girls und Panzer), Stocking Anarchy (Panty & Stocking with Garterbelt), Pao-Lin Huang (Tiger & Bunny).

♥ Gonu Frecssu – Han Megumi



Han Megumi é uma dubladora de 25 anos, conhecida por várias atuações de voz. Entre eles estão o Gon Freecss (Hunter × Hunter), Airu Suzaki (Digimon Xros Wars), Akihiko Arai (Barakamon), entre outros.

♥ Conan Edogawa – Takayama Minami



Takayama Minami, 50 anos, é cantora e dubladora. Entre os personagens mais conhecidos estão Conan Edogawa (Detective Conan), Moomin (Moomin), Kiki e Ursula (Serviço de Entrega de Kiki), Yaiba Kurogane (Yaiba), Rantaro Inadera (Nintama Rantaro), Nabiki Tendo (Ranma ½), etc.

♥ Alphonse Elric – Rie Kugimiya



Rie Kugimiya é uma dubladora e cantora japonesa de 35 anos, afiliada da I’m Enterprise. Alguns dos papéis de destaque de Kugimiya incluem Alphonse Elric (Fullmetal Alchemist), Happy (Fairy Tail) e Kagura (Gintama).

♥ Edward Elric – Romi Park



Romi Park ou Romu Paku é uma atriz e seiyu japonesa de 42 anos. Paku Romi ficou conhecida por suas dublagens em personagens jovens e masculinos como Toushirou Hitsugaya (Bleach), Edward Elric (Fullmetal Alchemist) e Natsume Hyuga (Gakuen Alice), além de muitos outros personagens femininos.


terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Assista novamente com ela


Antes muito tarde do que nunca, no dia 14 de fevereiro foi o famoso Valentine Day. No Japão, é costume que as garotas usem esse dia para dar chocolate para homens importantes em sua vida (namorados ou não). Assim, é comum vermos nos animes coisas como os “chocolates de dia dos namorados” e os “chocolates de obrigação”. Estes, são dados para garotos nos quais você não tem interesse sentimental, mas que mesmo assim quer presentear nesta data especial. Mas vamos nos concentrar naqueles em que temos algum interesse e queremos presentear porque amamos muito.

Neste dia 14, espero que você tenha se lembrado que para o resto do mundo era dia dos namorados. Para aquelas que esqueceram eu, ainda dá tempo de comprar algo bem legal e entregar com carinha de cachorrinho abandonado. Feito isso, aguardamos o White day!

O White day é no dia 14 de março. É o dia em que os garotos que receberam chocolates de São Valentim retribuem o presente.

Você já deve estar se perguntando o que isso tem a ver com o título da postagem.

Eu explico: No White day, ao invés de dar um chocolate ou coisa do gênero, assista com sua namorada algum anime que você já tenha assistido e ela não.

Namorados, é muito triste quando vocês estão super empolgados com algum anime, estendem grandes discursos sobre o quanto ele é legal, viciante, e blá-blá-blá, e a sua namorada fica boiando porque não viu ainda. Falando por experiência própria, dá uma sensação ruim, e dá vontade de ver, de conversar sobre também e não ficar em um monólogo.

Então, se a sua namorada quer assistir o tal anime, por que você não se propõe a assisti-lo novamente, dessa vez com ela? Vai ser uma experiência legal, você pode até ficar encarando ela nas partes emocionantes só para roubar um abraço caso ela chore ou se emocione.

Talvez você não goste de assistir a mesma coisa duas vezes, mas sempre vale um esforço para demonstrar para as pessoas que você realmente ama o quanto elas são importantes! 

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Semana 7 – Eu sempre...

Yo! Quase não posto o desafio da semana… na verdade ele está bem atrasadinho, e como é um desafio semanal não é bom que eu simplesmente pare ou poste uns dois ou três por semana, né.

Nesses últimos dias eu prestei uma prova em uma faculdade e passei. O resultado saiu em um dia, e eu tinha apenas o dia seguinte para providenciar todos os documentos, levar na faculdade e fazer a matrícula. Foi bastante corrido e ainda tenho que ir atrás das coisas do ônibus, mas por enquanto, deu para dar um oi por aqui.

Justificativas dadas, vamos ao desafio dessa semana:

♥ Gostei de animes

Parece bobo, mas mesmo quando eu era criança e assistia vários desenhos, sempre fui inclinada a animes. Sempre preferi CDZ a Tom e Jerry, por exemplo. Demorou um tempo para que eu soubesse que eu gostava de um gênero específico, e não de “qualquer desenho”.

♥ Gostei de ler

Sou uma traça de livros. Claro que acabo gostando mais de algumas coisas do que de outras, mas eu leio praticamente qualquer coisa.

♥ Vejo se responderam meus comentários

Vou usar o blog como exemplo: se eu sigo um blog e deixo um comentário por lá, eu sempre vou voltar para ver se o autor me respondeu. Isso se aplica a comentários no nyah, blogs, face... não gosto de ser ignorada, enfim.

                 ♥ Gostei de estudar

Cof cof nerd cof cof.


Hoje não estou muito inspirada para escrever, mas não queria deixar passar em branco... talvez eu volte e complemente a postagem. Bye!

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Magic: the Gathering – As cores do Magic

Olá, estamos aqui para mais uma aula de Magic. O tema de hoje são as cores no Magic e o que elas fazem. É importante saber isso para saber qual cor faz mais o seu estilo (ou não). Apenas um exemplo, mas eu gosto bastante de azul e não gosto muito de verde. Mas vamos começar:



No Magic existem cinco cores: Branco, Azul, Preto, Vermelho e Verde. Além dessas cinco cores existem cartas incolores como artefatos e terrenos, e também cartas multicoloridas. Os terrenos também são chamados de mana.




O branco é representado pelas planícies, e é uma das cores mais versáteis. Nela pode se encontrar um pouco de tudo, embora seu foco maior seja em proteger, prevenir e ganhar vida.



O azul é representado pelas ilhas. O azul é conhecido por ser uma cor de controle, pois ela permite ou não que o oponente use alguma carta. Entretanto tem certa fraqueza contra permanentes que já conseguiram entrar em campo. Azul é uma cor para paciência e estratégia.



O preto é representado pelos pântanos. É uma ótima cor para descarte, destruição de criaturas e uso de criaturas do cemitério. Muitas cartas pretas exigem de seu controlador pagar vida ou sacrificar criaturas para usar efeitos. Um deck agressivo, mas que acaba tomando dano enquanto mata o oponente.



O vermelho é representado pelas montanhas. O vermelho é uma cor agressiva, que desce criaturas com ímpeto (que descem atacando), tem ataque rápido e potente. Decks vermelhos são conhecidos como Burn, por serem bastante agressivos e darem bastante dano através de mágicas instantâneas, feitiços etc.



O verde é representado pelas florestas. Os decks verdes tendem a gerar muita mana e automaticamente são capazes de descer criaturas pesadas e monstruosas. Decks dessa cor geralmente são baseados em força bruta.

As cores não se limitam apenas as características apontadas acima, elas são apenas as mais marcantes. Mas quando se começa um deck, é sempre bom ter noção do potencial e objetivo de cada cor, para não mirar um tipo de deck e acabar construindo outro totalmente diferente e que não seja do seu gosto.


Até a próxima!

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Semana 6 – Os superpoderes que eu gostaria de ter se fosse um super herói seriam...

Não sei se eu seria uma boa heroína, já que com grandes poderes vêm grandes responsabilidades hihi, mas tem alguns poderes que eu gostaria de ter.

♥ Voar





Esse deve ser um desejo padrão. Todo mundo já sonhou pelo menos uma vez que estava voando. Voar passa uma ideia de liberdade, de “nada me prende” e “posso ir para onde eu quiser”.

♥ Poderes Avatar



Já que é para querer, vamos querer grande. Eu gostaria de dominar os quatro elementos. Queria ser incrível como a Toph, mas com todos os elementos. Eu seria o Avatar muhahahaha.

♥ Super força



Talvez o que diferencie o ser humano de outros animais seja a força. Sempre vi a raça humana como fraca perto de tantas outras. Então, ser super forte me ajudaria em muitas coisas.

*_*


Hoje não estou muito criativa, como podem perceber. Culpa da sinusite-preguiça-falta de inspiração. 

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Por que alguns mangás são tão caros?



Existem várias coisas para as quais um otaku gosta de destinar seu orçamento e uma dessas coisas é o mangá. Vários fãs gostam de ter a versão impressa da sua história favorita, o que se tornou possível desde que o mercado brasileiro resolveu investir nisso em meados dos anos 80.

Entretanto, ter uma coleção pode ser uma experiência cara.

Se você já tentou (ou conseguiu) colecionar uma série que tenha algum(s) volumes raros, sabe do que estou falando.

Vamos pegar o meu triste exemplo.

Estou colecionando Kimi ni todoke, de Karuho Shiina, e por algum motivo escuso, percebi que não conseguia encontrar o volume 4 para comprar. Pesquisa daqui, pesquisa dali, encontrei um anúncio que dizia “Volume raro”. Sempre pensei que a raridade de um mangá se limitava ao primeiro volume #inocente.

A resposta é mais óbvia do que parece: Um mangá é caro porque ele vende muito e as livrarias e cia não conseguem manter em estoque. E, como você deve saber, um dos princípios básicos da economia é que quando a demanda é maior do que a oferta, os preços sobem. Ou seja, se muitas pessoas querem comprar o mangá X e poucas pessoas querem vender este mesmo mangá, o preço sobe nas alturas.

O lado bom é que ainda tem algumas pessoas querendo vender o tal mangá. Existem mangás que sequer podem ser encontrados para compra. Uma punhalada no coração de qualquer colecionador.


E você, está procurando algum mangá caro por aí?

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

14 sai no haha: Aisuru tame ni Umaretekita



A tradução literal desse título é “Mãe aos 14 anos de idade: Nasci para te amar” e esse dorama tem muito mais a mostrar do que aparenta. A atriz de 13 anos, que interpreta a mãe com 14, mostra com sua atuação o quanto a vida é uma luta.

Sinopse

Ichinose Miki é uma adolescente de 14 anos que vê toda sua vida mudar quando engravida de Kirino Satoshi, que é apenas um ano mais velho do que ela.

Apesar de todos a pressionarem para fazer um aborto, ela decide levar essa gestação até o fim e enfrentará vários obstáculos para ter esse bebê.

Opinião

Se você é uma pessoa que como eu se interessa não apenas por animes e mangás, mas também pela cultura do Japão, esse dorama pode te dar várias perspectivas de como é a sociedade japonesa.

Como eu disse na sinopse, Miki sofre pressão da família, amigos, professores e vizinhos para que opte pelo aborto, que é legalizado no Japão e absolutamente normal por lá.

Na cultura japonesa uma gestante adolescente não é bem vista. Não é como uma garota de 14 anos engravidando no Brasil (o que é comum). Por isso a decisão de Miki de levar essa gestação até o fim é uma grande prova de coragem, porque ela sabe que para que essa criança possa nascer, Miki terá que abrir mão de escola, amigos, e que isso afetará sua família também.

Outro aspecto da cultura oriental que esse dorama mostra bem é o papel do professor. É claro que quem vê sempre anime deve ter notado o quanto os professores são importantes e respeitados, mas o mais importante de tudo é o quanto eles se sentem responsáveis pelos seus alunos.


E a última lição que esse dorama deixa é para aquelas pessoas que confundem o quanto os japoneses são reservados com frieza e indiferença. O amor que Miki sente por Satoshi, ou o quanto luta por aquela vida que carrega dentro de si, entre outras coisas demonstram que o que existe no Japão é uma forma de amar diferente da nossa forma, aqui do outro lado do mundo.

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Semana 5 – Fazem parte da minha wishlist

Olá! O desafio de hoje pode sair incompleto, porque sou muito gastona e tenho evitado pensar na minha wishlist. E como tenho uma memória ruim, deixar de pensar em algo faz com que eu esqueça o algo em questão bem rápido. Mas, vamos tentar.

♥ Tênis algodão-doce



Já falei sobre ele nessa postagem. Como já faz anos que ele está na minha wishlist é difícil de esquecer. Estou pensando em personalizar um tênis meu para se parecer com esse… quem sabe?

♥ Mangá Kimi ni todoke vol. 4



Cada vez que eu olho está mais caro e eu com menos dinheiro. Então fica só no “eu queria”. Mas pretendo comprar esse ano, de verdade.

♥ Porta-moedas Sapo



Alguém se lembra do Naruto com essa bolsinha? Hihihi. Eu acho ela super fofa e eu quero uma. Tem uma loja em uma cidade perto da minha que vende. Sempre vou lá, fico olhando, mas não compro. Kkkkkkk

♥ Bolsa de coração preta



Como eu disse nessa postagem, quero comprar essa bolsa. Mas ultimamente ela não tem entrado em estoque. Aguardo ansiosamente o dia que eles vão ter para vender.

♥ Viajar para o Japão

Essa é outra coisa que está na minha wishlist e é mais difícil de conseguir do que as coisas que citei antes.
*-*

Têm coisas que coloco na minha wishlist e que eu nunca vou comprar, sei disso. Entretanto querer não faz mal a ninguém. É saudável ter uma lista de desejos, e saber o que você quer de verdade e o que quer, assim, só um pouquinho :3

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Comentando... Bakuman



Comecei ler Bakuman porque encontrei no pc do meu irmão, mas quando cheguei no capítulo 7 e não tinha mais, eu parei de ler e isso caiu no esquecimento.

Um século depois eu retomei a leitura e vou deixar algumas impressões. Estou no capítulo 75, então leve isso em consideração ao ler esse texto.

O mangá “Tanto” que o Mashiro e o Takagi fizeram está me dando aflição. Ok, a história parece legalzinha e eu até leria algo assim. Porém, o Takagi simplesmente não é bom com comédias e escrever essa história parece estar infligindo algum tipo de sofrimento para ele. Não parece algo que fará sucesso ou vencerá o “Corvo” ou “+Natural”. Não é algo que prenda, ou te faça ler sem parar.

Para mim, “Tanto” não conseguirá se sustentar por muito tempo, e se isso se estender e futuramente o mangá me mostrar que eles decidiram trilhar o caminho da comédia mesmo vou ficar muito decepcionada.


E vocês, que impressões tiveram sobre Bakuman? Não me incomodo com spoilers às vezes.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Novamente como era ♥



E para quem não tinha visto, o site mangasPROJECT voltou a ser como era antigamente. Depois das alterações na forma de visualizar os mangás eu realmente abandonei aquele site e passei a ler as coisas apenas pela central de mangás. Entretanto, enquanto comentava que sentia falta de ler pelo mangasPROJECT, meu namorado disse que eles voltaram para as configurações antigas.

Aparentemente eu não era a única pessoa descontente com o novo design e o antigo acabou se mostrando melhor e mais popular. Assim sendo, voltaram para a configuração com a qual estávamos acostumados.

Então, se você assim como eu já tinha desistido, dê um pulo no site e você vai se surpreender!

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Dream High

Dream High é um dorama musical coreano. Dizem que é o “High School Musical” oriental, mas como eu não assisti High School, não posso dizer nada nesse sentido ><.

A sinopse poderia ser resumida como a história de seis jovens que começam estudar na Kirin High School, escola especializada em formar futuros ídolos pop. Nessa escola eles aprendem cantar, dançar e compor. E aprendem também outras coisas que só a vida ensina.

Acredite, esse resumo vale tanto para Dream High 1 quanto para Dream High 2. Mas vamos às particularidades.

Dream High 1



Go Hye-mi (Suzy) é uma garota com um talento extraordinário para a música clássica. Seu grande sonho é estudar na Juilliard, entretanto esse sonho se torna mais distante quando uma pessoa para a qual seu pai deve dinheiro a chantageia para que entre na Kirin High School. Assim, ela e sua melhor amiga Yoon Baek-hee (Eunjung) fazem o teste para a Kirin. Nesse teste, elas acabam brigando, e assim, Baek-hee se torna a rival de Hye-mi.
Hye-mi vive um triângulo amoroso com Song Sam-dong (Kim Soo-hyun) e Jin-gook (Taecyeon); e encontra em Kim Pil-sook (IU) uma amiga, sendo esta uma garota gordinha e talentosa que cai de amores por Jason (Wooyoung).

Dream High 2



Shin Hye-sung (Kang Sora) é uma garota extremamente sem talento só para contrastar com a antiga protagonista rs que sonha em ser uma grande cantora. Ela se esforça bastante para isso, sem obter muito sucesso. Hye-sung é super fã do cantor JB, que se mostra um grande arrogante desde o princípio da história. Entretanto, no decorrer da trama, ele vai mostrando um lado diferente, mais compreensivo e bondoso.

Depois da criação de uma lei que proíbe cantores menores de idade de se apresentar após as 21hr, JB, Si Woo (Park Seo-joon), Lian (Jiyeon) e Nana (Hyorin) são obrigados a voltar para a escola, e começam a estudar no Kirin. É dessa forma que Park Hoon-joo (Kim Ji-soo) se apaixona por Nana e vive disputando a atenção dela com Si Woo.

*-*

Eu gostei mais do Dream High 1, principalmente por achar que a Suzy foi uma protagonista mais forte do que Kang Sora, embora esta última também tenha me cativado muito. O que mais gostei na Kang Sora foi de suas falhas; de seus erros bobos, e do quanto ela é inocente. E a Suzy é uma personagem convencida até, mas que sabe que tem talento e onde pode chegar.

O importante nas duas temporadas é ter em mente que se trata de um dorama coreano. Muitas pessoas se decepcionam quando seu casal favorito não fica junto no fim e tals, mas a verdade é que após assistir um tantinho de doramas percebi que não estar juntos no fim é um padrão. Quando muito, eles deixam subentendido que talvez o casal tenha ficado junto.


Mesmo assim eu indico as duas temporadas, e as músicas de ambas são muito boas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 renata massa