domingo, 10 de agosto de 2014

Tanabata

Nesse último sábado, participei do festival Tanabata. Essa é uma comemoração tradicional japonesa, e tem uma história por trás.

Estou com preguicinha de escrever com minhas próprias palavras, então vou copiar ù.ú

“A lenda relata que uma princesa chamada Orihime e seu amado Kengyu ao se conhecerem dedicaram-se apenas ao amor, esquecendo-se completamente de suas obrigações. Por este motivo, foram castigados pelos deuses, sendo transformados em estrelas e separados em extremos opostos da Via Láctea. No entanto, para aliviar a dor dos apaixonados, foi concedido a eles um único dia no ano em que poderiam se encontrar (o sétimo dia do sétimo mês do ano) quando se comemora o Festival Tanabata (Festa das Estrelas). Todos os anos as estrelas Kengyu e Orihime atravessam a Via Láctea pelas asas de kasasagi (espécie de pássaro) para o seu único encontro anual.Leia mais...

Todo ano tem essa comemoração numa cidade vizinha. De uns 4 anos para cá, eu tenho ido sempre. Se eu for comparar o festival de agora com o primeiro que eu fui, fico triste pelo espaço jovem, que foi jogado num lugar todo errado. No começo, os apresentadores eram pessoas do nosso meio, que entendiam de anime e tudo mais. No ano passado tinha uns que dava vontade de bater, não sabiam de nada e ainda falavam m*. Esse ano, o único problema foi não ter lugar pra sentar (algo que vem se repetindo por uns 3 anos). Disseram que estão reformando nosso tão adorado Teatro de arena. Vamos começar uma campanha em todas as redes sociais? #voltateatrodearena

Sonhos, sonhos, enfim.

Então me concentrei no resto do evento, na comida, decoração, apresentações, exposições… mais na comida do que em outras coisas.

Tirei algumas fotos, poucas, aliás:

As kussudamas, ou "grandes estrelas"

Tanzakus
Folder com informações do evento
Aula de como fazer sushi... começando pelo corte do salmão

Balinhas caras e deliciosas

Chicletes não-tão-caros e deliciosos

Tempurá de sorvete, tão gostoso quanto aparenta
Pipas artesanais

Caixinha feita usando oshibana-e (arte com flores secas)

Impressão em folha (de planta) em oshibana-e

Chinelos quadrados

Pingente de celular. Me apaixonei
Ponte no jardim japonês

Acharam que eu era Ai Enma? XD


Espero sempre que o próximo ano esteja melhor. Não tirei foto de nenhum cosplayer, embora tivesse uns bons. E foi bastante divertido, apesar do pessimismo da postagem. Quando você gosta de algo, mas não de tudo que o compõem, basta se concentrar só naquilo que agrada, certo?

Para fechar com chave de ouro, a piada do meu namorado em relação a essa imagem:


Eu: “Mor, nem todos esses peixes são carpas, né?”
Mor: “Não, não são. Os laranjas são Magikarpas”


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ler!

Seja educado
Deixe seu link para que eu possa visitá-lo
Sinta-se livre para compartilhar as postagens, mas dê os devidos créditos

Até a próxima!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 renata massa